O blog...

Eu não sou profissional da moda e nem sei me maquiar direito.
Mas, como dizem por aí:
"Toda mulher no fundo é uma especialista em beleza."
Logo, como eu gosto muito de escrever, criei este blog com a intenção de compartilhar com as minhas amigas e leitoras, moças bonitas, assuntos que nós, mulheres, curtimos muito.

Este é o meu diário virtual.

Então, aqui sempre será o nosso cantinho íntimo e sossegado para conhecer, compartilhar e comentar sobre coisas que nos faz ser exclusivas, lindas e especiais.

Bjux
Pri

Instagram

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Higiene Íntima: como evitar infecções

Amigas, eu estava lendo uma reportagem ótima no site R7, e decidi compartilhar com vocês aqui no blog.

A matéria fala dos cuidados que nós devemos ter com a vagina, e toda a região íntima, e evitar odores, infecção urinária e etc.

Foto: Thinkstock - Fotomontagem/R7

A entrevista foi dada pela ginecologista e obstetra Bárbara Murayama que listou 11 dicas sobre higiene íntima. É um post longo, mas vale à pena ler até o fim!

Vamos a elas:

1. A higiene da região genital deve ser feita com sabonete líquido próprio para a área íntima. A formulação do sabonete em barra pode ressecar a região e facilitar a entrada de microrganismos, por isso é melhor só usá-lo no corpo.

2. Algumas pessoas têm o hábito de tomar banho após fazer o “número dois”. Segundo Bárbara, a atitude está correta para complementar a limpeza feita com o papel higiênico.  — "Como nem sempre isso é possível, uma boa alternativa é usar lenço umedecido para adultos, não aqueles infantis." 

3. Quem optar pelo chuveirinho, a médica orienta fazer a limpeza sempre no sentido da vagina em direção ao ânus para que não haja a contaminação com as bactérias provenientes do intestino.  — A dica também vale para o uso de papel higiênico.

4. Papel higiênico colorido, perfumado e com desenho pode ser muito fofo e bonitinho, mas prejudica a saúde íntima e não deve ser utilizado, adverte a ginecologista.  — Qualquer produto perfumado e colorido tem química na formulação e pode causar alergias. Por isso, sempre opte pelo papel higiênico branco.

5. Após a relação sexual, é recomendado tomar banho para limpar a região genital corretamente. Além disso, a especialista também orienta fazer xixi.  —A mulher tem a uretra menor que a do homem, o que facilita a chegada das bactérias na bexiga. O xixi é uma maneira de ‘lavar’ a uretra e diminuir o risco de infecção.

6. Pode estar na moda depilar totalmente (ou quase) a área genital feminina e até a masculina, mas Bárbara avisa que os pelos atuam como uma barreira protetora, por isso não devem ser totalmente eliminados. — O ideal é que as mulheres depilem no contorno do biquíni. Outra dica é aparar o restante dos pelos com uma tesoura.

7. Mulheres no período menstrual ou portadores de incontinência urinária devem redobrar os cuidados com a higiene íntima. — No caso de menstruação, não há contraindicação de usar o absorvente interno, desde que a mulher troque a cada três ou quatro horas, dependendo do fluxo menstrual. Se ela preferir absorvente comum, a recomendação é o de malha suave.

8. Dormir sem calcinha e com roupas largas é indicado para deixar a vagina "respirar".  Pelo mesmo motivo, é bom evitar calças muito justas, ainda mais quando a mulher passa boa parte do dia sentada.  — O uso de protetor diário de calcinha é contraindicado, pois abafa a região.  

9. Lavar a calcinha no chuveiro pode desde que ela não fique pendurada no boxe para secar, avisa a médica.  — O banheiro não é o ambiente mais limpo da casa, sem falar que é úmido, podendo levar à proliferação de microrganismos. Então, após lavar a calcinha, coloque-a ao sol ou na lavanderia e, quando estiver seca, passe com ferro apenas o fundo para matar possíveis fungos.

10. O tecido da calcinha também é importante quando o assunto é saúde íntima. Bárbara avisa que ela deve ser confortável e precisa deixar a pele respirar.  — A de algodão é a melhor opção, mas também existem tecidos sintéticos que absorvem o suor e são fáceis de higienizar. A lycra não é recomendada.

11. Ficar com o biquíni molhado por muito tempo pode causar candidíase e até infecção urinária, alerta a ginecologista.  — O segredo é fugir desta situação carregando sempre mais opções da calcinha do biquíni para trocar após o banho de mar ou piscina. Na hora de lavar a roupa de praia, não se esqueça de usar sabão neutro e deixe secar ao sol para eliminar as substâncias químicas e bactérias.

Obrigada, dra. Bárbara e ao site R7. 

Essas dicas me ajudaram muito, principalmente ao falar da depilação e do uso do protetor diário.

Fonte: Notícias R7
Disponível em: http://noticias.r7.com/saude/fotos/higiene-intima-identifique-seu-erro-e-adote-a-atitude-certa-para-evitar-infeccoes-15052014#!/foto/1

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Ele é muito importante para mim, moça!